Como fazer cadastro ou recadastro do Passe Livre Estudantil 2020

O gasto diário com condução deixa muitos estudantes em situação financeira complicada: há até os que precisem faltar às aulas alguns dias porque não têm como pagar o ônibus naquele momento. Para solucionar essa situação, o governo federal anunciou o Passe Livre Estudantil, que dispensa os estudantes dessa despesa.

Com o Passe Livre Estudantil, as pessoas que estão regularmente matriculadas em uma instituição de ensino recebem um cartão para ser aproximado das catracas; com a leitura deste cartão, o estudante fica isento daquela passagem que seria cobrada.

Até 2019, são poucos os Estados brasileiros que contam com o Passe Livre Estudantil: Distrito Federal, São Paulo, Rio Grande do Sul, Goiás, Rio de Janeiro e Pernambuco. Além disso, essas unidades federativas têm os seus próprios meios de emitir essa carteirinha de gratuidade: as pessoas que quiserem informações sobre como fazê-la têm de acessar o site do governo ou procurar pela prefeitura.

Quem pode fazer o Passe Livre Estudantil

Os critérios para os estudantes pedirem essa gratuidade são:

  • Se estudantes de instituição privada, é obrigatório que a renda máxima de toda a sua família seja de um salário mínimo e meio;
  • Se estudante do Bolsa Universidade: a renda per capita máxima em de ser do mesmo valor citado acima;
  • Ter a idade mínima que a UF determinar;
  • Ser matriculado em uma escola pública de educação básica;
  • Utilizar o Financiamento Estudantil (Fies) o ou Programa Universidade para Todos (ProUni);
  • Ser matrivulado em curso profissionalizante, técnico ou tecnólogo, com a renda per capita citada dos dois primeiros tópicos.

 

Documentos obrigatórios para o cadastramento ou para o recadastramento

O estudante que solicitará o Passe Livre Estudantil pela primeira vez ou que vai recadastrá-lo terá de mostrar a documentação listada abaixo:

  • Documento de identidade;
  • Requisição preenchida (ela tem de ser solicitada com o governo ou na prefeitura);
  • Foto 3×4 recente;
  • Comprovante de matrícula;
  • Comprovante de residência.

Recomenda-se que a documentação seja o mais recente possível: não deve haver diferenças gritantes entre a foto mostrada e o estudante, por exemplo.



Deixe um Comentário: